quarta-feira, novembro 07, 2012

Vagonite Básico

Vagonite

Material Básico:Tecido próprio para vagonite ou étamine.
Linhas de bordado.
Agulha própria para vagonite
Carbono para tecido (de preferência de cor azul).
Risco desejado

Pontos usados:

Ponto vagonite.
Ponto haste.
Ponto nó.


Ao utilizarmos o tecido:


Vagonite: a trama apresenta três fios em relevo e três em baixo relevo, em seqüencia. Só pode ser trabalhado em carreiras verticais e o fio bordado não aparece no avesso. Por esse motivo, no bordado tradicional em ponto vagonite, não conseguimos fazer desenhos em círculo, cantos e diagonais em toalhas de forma espelhada. Além disso, o bordado não apresenta avesso, uma vez que tanto o bordado como os arremates correm entre a trama em relevo e em baixo relevo. Não transpassando o tecido.


Ao bordamos desenhos em vagonite, conseguimos o efeito de cantos, círculos, diagonais, rebatidos, porque o contorno em ponto haste delimita a área e dá a impressão do movimento, mas os pontos de vagonite dentro dos desenhos sempre obedecerão ao sentido da trama do tecido.


Étamine: possui tramas verticais e horizontais, por esse motivo ao bordarmos o ponto vagonite neste tipo de tecido conseguimos efeito em círculo, cantos, diagonais. O bordado fica com uma aparência mais achatada.






Ponto vagonite:

1º passo:

Transfira o risco para o tecido.


2º passo:

Passe a agulha pela trama inserindo a linha pela casa de três fios.




3º passo:


Ao começar ou arrematar o trabalho não faça nós, pois eles aparecerão em relevo depois do trabalho terminado. Volte à linha pelas mesmas casas, mas colocando a agulha a partir do segundo fio da trama na primeira casa para prender o fio.

4º passo:

Continue a bordar preenchendo o seu risco.










Ponto cheio:

Borde como se fossem pontos retos feito bem unidos, lado a lado de um desenho, conforme mostrado no diagrama.



Ponto haste:

Trabalhe da esquerda para a direita, fazendo pontos levemente inclinados, regulares, ao longo da linha do desenho. O fio sai sempre á esquerda do ponto anterior. Borde todos os pontos iguais.


Ponto nó:

Puxe a agulha no lugar onde será feito o ponto, mantenha a linha presa com o polegar esquerdo e enrole a linha duas vezes na agulha como em A. ainda mantendo a linha presa firmemente, gire a agulha para trás ao ponto de partida e introduza – a bem junto ao lugar de onde saiu à linha (veja a seta). Passe a agulha para o avesso do tecido e arremate no caso de um nozinho, ou passe para o lugar onde será feito o ponto seguinte, como em B.

5 comentários:

 
Agulhas & Pinturas © - Por Iza Costa
Antigo: Iza Artes e Criações